Mídias sociais vêm promovendo grande mudança na venda de imóveis

Seja por lazer, seja por trabalho, o fato é que pessoas passam cada vez mais tempo usando seus smartphones. Segundo uma pesquisa recente, o brasileiro fica em torno de 3 horas por dia usando seu celular, o que o coloca em 5º lugar no ranking de maior tempo de uso de mobile. Com boa parte desse tempo de uso sendo focado em redes sociais.

Portanto, todo tipo de consumo de conteúdo e negociação começou a mudar a foi migrando para os celulares e as mídias sociais. Com a compra, a venda e, até mesmo, o aluguel de imóveis também não foi diferente. Hoje você vai ver como as mídias sociais promoveram uma enorme mudança nos negócios imobiliários e como isso pode ser benéfico a todos os interessados.

A importância do conteúdo

Um dos pontos cruciais que as mídias sociais permitem é a quantidade de conteúdo diversificado que se pode oferecer aos clientes. Desde informações até mesmo descrições mais completas de cada imóvel, o espaço para informar ficou muito maior.

Assim, todos ganham, já que apenas os clientes realmente interessados na compra vão até o imóvel de preferência e os donos de imóveis alcançam um número maior de pessoas com seu anúncio.

O visual que se destaca

Quando se trata de redes sociais, a questão visual ganhou ainda mais força ao longo dos anos. Com a possibilidade de postar uma boa quantidade sobre cada imóvel, a possibilidade de conquistar a atração de possíveis clientes fica ainda maior. Dessa forma, o interessado visita apenas o local que mais chamou a sua atenção.

Um condomínio, por exemplo, pode oferecer toda uma série de diferenciais, como sauna, quadra piscina, áreas de lazer, entre tantas coisas. Sendo assim, o anunciante não fica limitado a tirar algumas fotos dos cômodos e pode mostrar tudo o que aquele lar tem a oferecer. Assim, conquistando mais pessoas para uma visita ao local.

O poder da interação

Digamos que uma pessoa esteja interessada numa certa venda de apartamento  que viu em uma mídia social. Antes, era necessário passar por várias etapas para ter a interação com uma pessoa. Mas isso também mudou! Atualmente, basta entrar em contato pelos comentários ou por mensagem direta para começar a troca de informações. Algo que facilita a vida para todos, é claro.

Frequência de postagem

Uma das maiores limitações anteriores de corretoras era ter uma grande disponibilidade de imóveis, mas nem todos os meios para anunciá-los por conta de diversas limitações. Cada mídia social veio para revolucionar esse cenário ao longo dos anos, já que seus algoritmos prezam por postagens frequentes. Ou seja, quanto mais tiver para mostrar, mais a conta será vista.

O potencial das parcerias

Mais um potencial interessante nas redes sociais é poder explorar as possibilidades de parceria que elas oferecem. Assim, é possível atingir mais pessoas e ter um crescimento cada vez maior do público.

Métricas e monitoramento

Outra grande vantagem das redes sociais é poder extrair informações dela a partir do interesse do público. Mas o que isso quer dizer? A partir de volume de interações, engajamento, conversões e tudo mais, é possível descobrir qual tipo de imóvel mais interessa a compradores e captar o que está mais atrativo no momento para poder oferecer.

Atenção à cada mídia social

Por mais que tenhamos comentado em geral sobre como as mídias sociais promoveram alterações fundamentais na venda de imóveis, é necessário se atentar a uma coisa. Cada rede possui suas próprias características e formas de ser utilizada. Então preste atenção às diferenças entre Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn etc. O que funciona em uma delas não necessariamente funciona em todas as outras.

Viu como as mídias sociais realmente vêm promovendo uma série de grandes mudança na venda de imóveis? Descobriu como usar tudo isso a seu favor? Dessa forma, não deixe de compartilhar todas essas informações com o máximo de pessoas possível em suas próprias redes sociais.