Pin It

Nestas eleições, #VotePelaAgua!

14264943_1774356052853896_4861620706608466640_n

As eleições municipais estão chegando. É hora de convocarmos os candidatos a prefeito e vereador de todas as regiões do Brasil a se comprometerem com o urgente salto civilizatório do saneamento no Brasil!

Atualmente, 35 milhões de brasileiros não têm acesso à água potável e mais de 100 milhões não têmacesso à coleta de esgotos. O Manifesto por uma “Nova Cultura de Cuidado com a Água” marca o lançamento da campanha #VotePelaAgua, promovida pela Aliança pela Água, com o objetivo imprescindível de inserir o tema “água” no debate eleitoral. Você integra algum movimento ou instituição? Assine, divulgue! bit.ly/Manifesto_VotePelaAgua

A cada nova adesão, mais concreta se torna nossa pressão.

Manifesto por uma “Nova Cultura de Cuidado com a Água”

O Brasil vive uma situação absurda com relação à água: apesar de ser um país abundante em recursos hídricos, a cada dia os cidadãos vivenciam mais desastres, privações e violações de direitos relacionados à escassez e baixa qualidade do abastecimento de água, assim como as nefastas consequências da falta de saneamento. Hoje, 35 milhões de brasileiros não têm acesso à água potável e mais de 100 milhões não têm acesso à coleta de esgotos. Em 2015, um em cada três municípios decretou estado de emergência por causa de estiagem, a maior parte na região Nordeste do País. No mesmo período, mais de 1,6 milhões de casos de dengue foram registrados, sendo 60% deles na região Sudeste. A Grande São Paulo chegou muito perto de um colapso no abastecimento de água para seus 20 milhões de habitantes.As crises hídricas atuais são uma amostra do que nos espera no futuro, o que torna urgente o engajamento da sociedade e dos governos na construção de uma nova cultura de cuidado com a água.

A Aliança pela Água, articulação da sociedade civil com mais de 60 organizações e movimentos criada em outubro de 2014, reitera a responsabilidade de prefeitos e vereadores em assegurar o acesso pleno da população à água de boa qualidade. Além disso, é competência dos municípios evitar a proliferação de doenças, prevenir desastres e promover ações de interesse local como a captação de água de chuva, conservação, proteção e revitalização dos cursos d’água em seu território. Tais decisões e ações devem ser pautadas pela transparência e contar com participação social.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: