Pin It

Participe do tuitaço HOJE por um Brasil sem #trabalhoinfantil e pelo trabalho adolescente protegido

Recomeça nesta terça-feira, 12/08, a campanha “É da nossa conta! por um Brasil sem #trabalhoinfantil e pelo trabalho adolescente protegido”. A campanha, conduzida por Fundação Telefônica, OIT, Unicef e muitas entidades do bem que atuam na proteção da infância, tem o objetivo de contribuir com o enfrentamento ao trabalho infantil e a promoção do trabalho adolescente protegido no Brasil.
Nesse ano a campanha focará a sua atuação na região do semiárido brasileiro, onde 70% dos 13 milhões de crianças e adolescentes vivem na pobreza.
Buscamos sensibilizar a sociedade a reconhecer as formas e os locais de trabalho infantil, estimulando as famílias, os empregadores e os próprios jovens a buscarem alternativas para esse problema, como o trabalho adolescente protegido. Para isso, serão feitas oficinas, programas de rádios e workshops, envolvendo mais de 80 mil famílias de 280 municípios, além de uma forte mobilização nas redes sociais, para impactar até 35 milhões de internautas.
Diariamente 3,4 milhões de crianças e adolescentes, entre 10 e 17 anos, deixam sua infância, sonhos e estudos de lado para trabalhar, na maioria das vezes em situações precárias, sem o acompanhamento de adultos e em ambientes que apresentam riscos a sua saúde. Isso sem falar nos que são explorados pelo tráfico de drogas, trabalho escravo rural, como pedintes nas ruas ou no terrível mercado da prostituição.
trabalho infantil no Brasil
Como podemos ver pelo infográfico esta é uma realidade presente em todo o país. E muitas vezes é visto como algo “normal” ou nem se quer é identificado, por isso a importância de falar sobre o tema.
E sabe como você pode apoiar a campanha? Participe online!
semtrabalhoinfantil-2014
Participe do tuitaço hoje, 12 de agosto, das 16 as 17 horas. Mande suas considerações por Twitter usando a hashtag #trabalhoinfantil, para chamar a atenção de mais pessoas para esse assunto tão sério e importante.
E durante toda a campanha o debate continuará lá na fanpage do @promenino.  Nos vemos online nessa causa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: