Pin It

Papel ecologicamente correto vira Camomila, Manjericão e outras plantas

Recentemente reclamei no meu Twitter que Guarulhos só aparece nos noticiários quando o assunto é ruim. desta vez não, é de lá que vem uma novidade para a reciclagem de papeis.

Imagine um punhado de papel germinar e virar pequenos pés de cravo, camomila, manjericão e até rúcula. A idéia é meio estranha, mas segundo Valéria Bianchini, coordenadora do Projeto Tear em Guarulhos,  este papel com grãos em sua composição ganha forma em envelopes, convites, cartões de visita e outros brindes. A ideia é de ser um papel que, em contato com o solo, se decomponha mais facilmente no meio ambiente e possa germinar.

“Trabalhamos com sementes de grama, boca-de-leão [espécie de flor] e salsa”, explica Valéria, que usa muita matéria-prima de uma feira livre da cidade. Com fibras de alface e beterraba, por exemplo, é possível fazer belos papéis do tipo. Depois, é só acrescentar os grãos à mistura e deixar o material secar. No caso da grama, as primeiras folhinhas podem despontar em dez dias. “O papel semente trabalha com a questão do consumo responsável. E, por ser reciclado, ele se decompõe mais rápido”, conta Rosimeire de Almeida, monitora do Projeto Tear.

Quer saber mais? Veja a matéria completa.

O Projeto Tear: A instituição atua em parceria com a Prefeitura de Guarulhos, na Grande São Paulo, oferecendo oficinas a pessoas com transtornos mentais. Um dos trabalhos é produzir convites e cartões de visita que contêm sementes.


Comments

comments

2 comentários sobre “Papel ecologicamente correto vira Camomila, Manjericão e outras plantas

  1. Ligia Pacheco

    Olá!
    Parabéns pelo post. Tb já fiz um post sobre isso no meu blog e até tenho algumas amostras do papel que usei numa mostra na faculdade. O pessoal adorou o papel e muitos aceitaram plantá-lo pra ver se era verdade! Rs.
    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: