Pin It

#OutubroRosa não acaba no dia 31

Selo criado p/ @garotait e atualizado p/ @LucasEditor

Durante todo o mês de outubro rolou blogagem coletiva em prol da campanha Outubro Rosa, que é um movimento mundial que visa chamar atenção para  a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce.

A blogagem é organizada há 3 anos por Samanta Shiraishi do blog “A Vida como a Vida quer“, que em seu post contou que só 10% dos casos diagnósticados de câncer de mama são por hereditariedade, os outros são ambientais e comportamentais, então todas e todos (sim meninos também podem ter câncer de mama), estão sujeitos a passar por isso, e o diagnóstico precoce é vital para o tratamento. No Brasil 10 mil mulheres morrem em decorrência do câncer de mama por ano, o INCA (Instituto Nacional do Câncer) estima que são 49 mil casos por ano, o que seria equivalente a 134 casos por dia e 5 novos casos por hora, e em cada 100 casos em mulheres, um é em homem, é minoria mas nem por isso o cuidado deve ficar de lado, veja o ótimo post sobre o assunto no blog Moda para Homens.

Para as meninas, indico o site Mulher Consciente, com informações sobre o que é o Câncer de Mama,  sobre a importância da detecção precoce, e muitas outras informações para nos prevenirmos e quando necessário, nos tratarmos de forma mais consciente.

Falando do tratamento, o diagnóstico positivo é sempre uma noticia muito impactante, assim como o tratamento é bastante desgastante, seja pela quimioterapia, radioterapia ou pela temida retirada da mama.  Conheço uma mulher que passou por esse procedimento recentemente, mas ela tem tanta vergonha do que aconteceu, que pouquíssimas pessoas sabem disso. Em homenagem a essas mulheres, seja as que lidam bem ou não com o fato, compartilho o poema que na verdade é o depoimento de uma mulher que passou, pela mesma história:

Aconteceu.
Ninguém espera
E, na primavera,
Foi-se o seio esquerdo.
Foi-se o toque,
Ficou a sensação fantasma.
Foi-se o alimento,
Ficou o vazio no peito.
Como ser mulher, sem o seio esquerdo?
Como ser mãe, sem a mama esquerda?
Como ser profissional, sem o outro par?
Como se olhar no espelho, nua?

 (leia o poema completo no blog Devaneios)

Hoje 31 de outubro encerra-se o #OutubroRosa, mas os cuidados, a prevenção, o compartilhamento das informações, devem se perpetuar por todos os outros meses, conto com vocês nessa missão, meninas e meninos hein!?

Para encerrar, veja as sete recomendações do INCA para reduzir a mortalidade por câncer de mama no país:

1. Toda mulher tenha amplo acesso à informação com base científica e de fácil compreensão sobre o câncer de mama.

2. Toda mulher fique alerta para os primeiros sinais e sintomas do câncer de mama e procure avaliação médica.

3. Toda mulher com nódulo palpável na mama e outras alterações suspeitas tenha direito a receber diagnóstico no prazo máximo de 60 dias.

4. Toda mulher de 50 a 69 anos faça mamografia a cada dois anos.

5. Todo serviço de mamografia participe de programa de qualidade em mamografia. A qualificação, quando obtida, deve ser exibida em local visível às usuárias.

6. Toda mulher saiba que o controle do peso corporal e da ingestão de álcool, além da amamentação e da prática de atividades físicas, são formas de prevenir o câncer de mama.

7. A terapia de reposição hormonal, quando indicada na pós-menopausa, seja feita sob rigoroso acompanhamento médico, pois aumenta o risco de câncer de mama.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: