Pin It

O lixo é reflexo do seu consumo #PenseNisso

Campanha de Consumo - Lixo

Crédito da foto: Campanha de Consumo - Lixo (Flickr de Sândalo Barbosa)

Com a estabilidade econômica e as facilidades de acesso ao crédito, tivemos nos últimos anos uma ascendência do consumo interno, que inclusive foi muito importante para minimizar o impacto no Brasil  das crises econômicas que se espalharam pelo chamado primeiro mundo.

Mas com o aumento do consumo. há também um aumento da geração de resíduos. São embalagens, sacolas, restos orgânicos, lixo eletrônico que em  2010, produziram no país 195 mil toneladas de resíduos sólidos por dia, um aumento de 6,8% em relação a 2009.

Do total de resíduos produzidos, 42,4%, não receberam destinação adequada: foram para lixões ou aterros controlados (que não têm tratamento de gases e chorume).

Mas precisamos ter a consciência que mesmo os aterros sanitários controlados, estão chegando ao seu limite. No estado de São Paulo há pelo menos 6 aterros interditados, Itararé, Marília, Oriente, Juquiá e Pirapozinho, todas no interior de São Paulo, já na Grande São Paulo, a Cetesb mantém interditado o aterro sanitário de Itaquaquecetuba, que sofreu um deslizamento de terra seguido de explosão em abril deste ano.

Por isso as iniciativas de reciclagem são tão importantes, pois prolongam a vida útil destes aterros, além da redução do consumo de matéria prima. O problema é que os programas de coleta seletiva  não avançaram na mesma medida que o consumo: dos 5.565 municípios brasileiros, somente 3.205 possuem alguma iniciativa de coleta seletiva. Em 2009, eram 3.152 – uma alta de apenas 1,6%, muito abaixo do crescimento da geração de resíduos.

E agora!? Não estou dizendo que devemos parar de consumir, mas que precisamos fazê-lo de uma forma mais responsável, refletir sobre a real necessidade de adquirir aquele item, e caso escolha pela compra, tentar minimizar o impacto desta ação, como?

Você pode optar por produtos que tenham a opção do refil, que utilizem matérias primas menos agressivas a natureza, que sejam produzidas por empresas que respeitem o meio ambiente e seus colaboradores,  ou simplesmente abra mão do excesso de embalagens, e sempre de a destinação correta, incentive a reciclagem.

Sei que em bairros aonde não há a coleta seletiva, as vezes é bem complicado dar uma destinação adequada, mas há diversas opções, informe-se se no seu bairro há cooperativa de catadores, mesmo que não tenha a cooperativa, com certeza deve ter alguns que o fazem de forma autônoma; procure as estações de coletas, hoje diversos hipermercados desenvolvem ações de descarte correto, o Wal-Mart possui estações de coleta de produtos reciclaveis, o Extra está com uma iniciativa bacana que você pode descartar a embalagem no momento da compra, nem leva para casa.

Há opções, mas é preciso força de vontade. A responsabilidade é nossa, e a solução começa conosco. Conhece mais alguma iniciativa? Compartilhe com a gente.

Nota: Os dados sobre a geração de resíduos e sua destinação, fazem parte do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2010, levantamento anual realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), entidade que reúne as empresas de coleta e destinação de resíduos.

Fontes: O Estadão e Portal Ecodebate

Um comentário sobre “O lixo é reflexo do seu consumo #PenseNisso

  1. Pingback: Reciclagem e inclusão social, ONG Doe seu Lixo e Instituto Coca-Cola juntos por um #OtimismoQueTransforma | Sustentável 2.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: