Pin It

Intervenção espalha lambe-lambes com mensagens sobre a crise da água #aguaparatodos

Eu tinha visto no Instagram do Greenpeace a intervenção artística que fez com que a cidade de São paulo amanhecesse diferente no domingo 22 de março, Dia Mundial da Água. Mas hoje eu vi pessoalmente o resultado da intervenção nas proximidades do Sesc Belenzinho. E posso falar? Amei!  São mensagens curtas e diretas, que além de dar dicas de como sobreviver a esta crise, também reforça que somos responsáveis tanto pelo problema, quanto em pressionar os governantes na busca de uma solução.

Intervenção nas proximidades do Sesc Belenzinho

Intervenção nas proximidades do Sesc Belenzinho

Em todos os cantos da cidade, muros, ruas, avenidas e viadutos, lambe-lambes passam dicas e mensagens para nos adaptarmos à uma das maiores crises ambientais da história da cidade: a falta de água nas torneiras de milhões de paulistanos. Com bom humor, os lambes também querem que a população pressione o governo estadual – o maior responsável pela destruição dos mananciais que abastecem a cidade – para o enfrentamento responsável da crise.

A ação tem o objetivo de informar, mobilizar e aumentar a consciência sobre formas de adaptação e de responsabilização em relação à crise. Trata-se de uma oportunidade da sociedade civil se mover em direção ao uso consciente do recurso consciente e cobrar pelo abastecimento prioritário da população e não apenas dos grandes consumidores.

Os organizadores da intervenção disponibilizaram o material para quem quiser colaborar com a ação colando os lambe-lambe em espaços públicos. E reforçam que trata-se de uma forma de intervenção criativa e não-comercial na cidade, com o poder de despertar as pessoas para reflexões que em geral não estão presentes no nosso cotidiano. Segundo comunicado no site do Greenpeace, colar lambe-lambe não é crime, mas é preciso cuidado sobre onde e como colar sua mensagem por aí. Aqui em São Paulo temos a lei Cidade Limpa, e confesso que pra mim não ficou muito claro se esse tipo de intervenção fere ou não esta lei. Acredito que não, pois não se trata de uma publicidade.

Quer participar? Neste  link tem um guia rápido de como preparar seu lambe-lambem  e aqui é possível imprimir as artes. E se você fotografou alguma das intervenções, compartilhe nas redes sociais usando a hashtag #ÁguaParaTodos.

Como sobreviver à crise

Como já havíamos contado aqui no blog, neste domingo foi lançado também o  “Manual de Sobrevivência para a Crise”, publicação da Aliança pela Água (coalização da qual o Greenpeace é parte) que traz, em linguagem simples, dicas práticas de economia de água no dia-a-dia, como reutilizar água com segurança e como sobreviver se a torneira secar de fato. “Nosso público-alvo são as populações mais carentes, que geralmente não têm caixa-d’água e têm sido as mais afetadas pelos cortes no fornecimento resultantes da redução na pressão da rede de distribuição da Sabesp”, explica a jornalista Claudia Visoni, que coordenou a redação do manual. “Mas as dicas servem para todo mundo. Procuramos compilar soluções caseiras, baratas e fáceis de fazer”.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: