Pin It

Inovação e modelo de negócios sustentáveis

Já abordamos a inovação em produtos, falaremos da inovação em processos, é preciso desafiar os modelos (Mark Lee – SustainAbility)

Modelos de Negócios Sustentáveis (1) A Plenária Inovação em modelos de negócios sustentáveis, reuniu Jorge Soto da Braskem, Franz-Josef Kron da Umicore, Rogério Ribeiro da GlaxoSmithKline, Diane Osgood da Business for Social Responsability e teve como moderador Mark Lee da SustainAbility.

Jorge Sotto falou das pesquisas da Braskem para desenvolver produtos com redução de impactos ambientais, e comentou o case em que a Braskem está desenvolvendo o Polietileno Verde, fabricado a partir do Etanol e que será lançado em 2010, e que já é um sucesso com uma considerável carteira de clientes interessados (Saiba mais sobre o produto aqui).

Rogério Ribeiro da Glaxo falou da vacina contra rotavirus, que chegou ao mesmo tempo para a rede pública e privada. Apresentou o modelo pioneiro de parceria com a FioCruz, em que a vacina contra rotavirus poderá ser produzida a custos baixos para América Latina, saiba mais.

Temos que justificar o porque da nossa existencia para a sociedade (Rogério Ribeiro da Glaxo)

Franz-Josef Kron CEO da Umicore, empreza especializada em químicas a base de metais nobres, iniciou dizendo:“Qualquer coisa que você não possa fazer para sempre, não é sustentável”. e defendeu a reutilização de metais, através do processo de reciclagem para reutilização no processo produtivo.

A sustentabilidade é a única maneira de garantir o sucesso do negócio (Franz-Josef Kron CEO da Umicore).

Diane Osgood da Business for Social Responsibility, levantou o importante questionamento: “Como podemos criar produtos e serviços de uma maneira melhor para o mundo?”, e completou em seguida, “Para mim, a resposta está em duas palavras que temos discutido aqui: Ruptura e interdependencia"

Em dado monento no debate foi citado uma questão que para mim é crucial, a rentabilidade desses modelos para os acionistas. Empresas verdes, no geral tem se saido melhor neste momento de crise. O que pergunto, é se quando a rentabilidade estiver em baixa, haverá interesse em se manter o discurso em prol da sustentabilidade? Discursar é muito bacana, a empresa fica bem na voto, mas já vimos que em muitos casos, uma das primeiras verbas a ser cortadas é a de projetos sociais. Claro que o que está sendo tratado aqui, não é o financiamento de projetos, e sim todo um modelo voltado para o desenvolvimento sustentável, e quem em curto prazo tende a não apresentar rentabilidade para os acionistas, que costumam buscar rentabilidade imediata.

O artigo Criando valor sustentável de Milstein e Hart, fala que é possivel gerar valor para os acionistas, veja o artigo na integra.

Uma coisa é fato, as empresas irresponsáveis seja ambiental, ou socialmente, terão que se adaptar, a sociedade está cada vez mais exigente, e o investimento em desenvolvimento sustentável, deixará de ser uma estratégia adicional ao negócio, e terá que ser incorporado definitivamente para o bem estar da sociedade e do próprio negócio.

Um comentário sobre “Inovação e modelo de negócios sustentáveis

  1. Pingback: A sustentabilidade como diferencial para enfrentar a crise global « Sustentável 2.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: