Pin It

Inclusão social deve começar pela inclusão de renda

Ouvi recentemente em uma formação: “Não me venha falar de inclusão social, sem falar de inclusão de renda”. Vamos combinar que faz todo o sentido né? É impensável falar em qualidade de vida, participação social, para quem não consegue atender ainda suas necessidades básicas, quando falta o pão na mesa.

Só para lembrar, qualquer iniciativa só pode ser sustentável se for acologicamente correta, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito. Ou seja, o viés econômico não deve ficar de fora, principalmente quando falamos de geração de renda para o sustento de famílias.

Para quem não sabe, atuo como educadora social na cidade de Guarulhos, e nos últimos projetos que me envolvi tinham o foco em empregabilidade, geração de renda e empreendedorismo. Acredito muito no acesso a informação como forma de impulsionar grandes mudanças, e vejo estas mudanças acontecendo em capacitações que levam conhecimento à pessoas que antes viviam com pouca (ou nenhuma) perspectiva.

“A educação é para o resto da vida” – Marcos André França da Silva morador do Recife- PE

Curti muito conhecer o Coletivo Coca-Cola, que leva capacitação profissional para mais de 50 comunidades em 10 estados do país. E são duas frentes, uma focada na capacitação de jovens para o mercado de trabalho, e outra no incentivo ao empreendedorismo familiar.

Uma das iniciativas apoiadas pelo Coletivo, tem uma pegada ambiental, social e de geração de renda muito bacana. Cinco grupos de artesãs do Rio de Janeiro que usam garrafas PET e Tetrapak como matéria-prima, receberam do coletivo capacitação e orientação do time do designer Carlos Alcantarino. O resultado é a transformação desses materiais em peças de arte e design de alto valor agregado. Os produtos deste catálogo são vendidos em um canal de comércio justo, através das conselheiras ASTA (revendedoras do bem) e pelo site (www.asta.org.br).

Geração de renda, cuidando do meio ambiente, e proporcionando inclusão social. Torço para ver iniciativas como essas se multiplicarem 😉

[update] Recentemente visitei a fábrica da Coca-Cola no Rio de Janeiro, e vi um pouco do material produzido pelo coletivo. Olha a @BibianaMaia conferindo de perto também:

[/update]

Comments

comments

23 comentários sobre “Inclusão social deve começar pela inclusão de renda

  1. Pingback: Sustentável 2.0

  2. Pingback: B Pesquisa Ambiental

  3. Pingback: Aline Kelly

  4. Pingback: daniel sousa

  5. Pingback: Bruno Lira

  6. Pingback: Aline Kelly

  7. Pingback: Bruno Lira

  8. Pingback: Bruno Lira

  9. Pingback: Sustentável 2.0

  10. Pingback: Qual o segredo da felicidade? #VivaPositivamente | Sustentável 2.0

  11. Pingback: Sustentável 2.0

  12. Pingback: Aline Kelly

  13. Pingback: Usina da Inclusão

  14. Pingback: Sol

  15. Pingback: Sol

  16. Pingback: Aline Kelly

  17. Pingback: Sustentável 2.0

  18. Pingback: Aline Kelly

  19. Pingback: Regiane Ivanski

  20. Pingback: Kaluan Bernardo

  21. Pingback: Bem vindos à Semana do Otimismo que Transforma! | Casa Com Design

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: