Pin It

Existe Cerrado em São Paulo! #MaisFlorestaPRASaoPaulo

Há alguns dias atrás visitei algumas cidades mais a oeste de São Paulo, de Botucatu até a região de Paranapanema, algo que até então eu não tinha feito (sim, sou aquela paulistana tradicional que só costuma ir da Grande São Paulo para o litoral – pensando bem, eu fui uma vez para Ribeirão Preto). Mas voltando ao assunto, nesta curta viagem, um dos amigos que nos acompanhava comentou que era visível a transição daquela região para uma área de cerrado. Confesso que até aquele momento eu achava que São Paulo era só Mata Atlântica (não me julguem).

Aí que hoje recebi esse vídeo:

O Cerrado também cobre parte do estado de São Paulo. A região Centro-Oeste, principalmente. Ele é importante, entre outros, porque tem uma das maiores biodiversidades do mundo e ajuda a preservar a água. Mas, hoje em dia, resta apenas cerca de um por cento dessa vegetação natural.

O vídeo faz parte da primeira campanha do movimento Mais Florestas PRA São Paulo, criado por organizações da sociedade civil e pessoas físicas. O objetivo é garantir que o Programa de Regularização Ambiental (PRA) paulista traga incrementos reais à cobertura florestal do Estado.

Sobre o Mais Florestas PRA São Paulo:

O Mais Florestas PRA São Paulo é um movimento de instituições, pessoas e coletivos que reconhecem a importância das florestas para a qualidade de vida dos paulistas e trabalha para que políticas públicas, como o Programa de Regularização Ambiental do Estado (PRA), viabilizem um real aumento de cobertura florestal.

O movimento teve início em janeiro de 2016 quando um grupo de instituições e pessoas, insatisfeitas como os resultados e processo de construção do PRA, articulou para reivindicar por maior transparência e objetividade nas normas de sua implementação.

O Mais Florestas PRA São Paulo atua, também, em conjunto com o Observatório do Código Florestal buscando tratar de forma mais específica as questões no âmbito do Estado de São Paulo.

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: