Pin It

Economia Criativa e novos modelos de negócios.

Você já ouviu falar de Economia Criativa? Diferente da economia tradicional, aqui o que importa não é o fator primário de um produto, mas o capital intelectual (criativo) que foi investido nele. É a capacidade de gerar riqueza a partir do conhecimento, da cultura e da criatividade, m caminho sustentável de gerar renda e inclusão econômica.

O Brasil está entre os maiores produtores de criatividade do mundo, inclusive tem pasta própria no governo para tratar sobre o tema, a Secretaria da Economia Criativa, sob responsabilidade do Ministério da Cultura, que tem como missão  conduzir a formulação, a implementação e o monitoramento de políticas públicas para o desenvolvimento local e regional, priorizando o apoio e o fomento aos profissionais e aos micro e pequenos empreendimentos criativos brasileiros.

Segundo pesquisa Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil realizada em 2011 pela Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) , no Brasil, o setor responde por 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) total produzido no país (R$ 110 bilhões), de acordo com esses números, o Brasil encontra-se na frente de países como Itália (PIB Criativo de R$ 102 bilhões) e Espanha (R$ 70 bilhões).

Quer saber mais sobre o tema? Participe do nosso #PapoEspalhe dessa semana. É hoje, 10 de setembro a partir das 23 horas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: