Pin It

Arte Urbana e Cidadania

Curto muito intervenções urbanas, sempre compartilho em meu flickr coisas que vejo por aí.

Acho bacana pois quebra a monotonia do cinza das grandes cidades e também da correria do nosso cotidiano, mas principalmente porque quando a expressão artística está aliada a um trabalho de cidadania, o resultado pode ir muito além do visual, valorizando o espaço público e criando um link emocional de pertencimento e apropriação da cidade.

Vivenciei isso quando como educadora do Pró-Jovem Adolescente em Guarulhos, organizamos uma ação em que os jovens pintaram e grafitaram o espaço em que nossos encontros aconteciam, que era conhecido como Casa da Juventude mas que tinha paredes da cor de um hospital.

Grafite Também é Cidadania - Casa da Juventude de Guarulhos

Grafite Também é Cidadania - Casa da Juventude de Guarulhos

Infelizmente temos uma “cultura” no Brasil de que o que é público não é de ninguém, quando na verdade é o oposto. O espaço público é de todos, para bom uso de todos, portanto a conservação destes, é responsabilidade nossa também. Ações que unem expressões e linguagens populares como por exemplo o grafite, propiciam uma aproximação dos usuários com o espaço.
Em Guarulhos a @JuventudeGuaru já realizou em diversos pontos da cidade o Grafite é Cidadania, participei como voluntária em uma escola no Jd. Santo Afonso, no mês passado aconteceu mais uma edição, desta vez no Jd.Soberana, o @PecaoGRU contou como foi. Unindo cultura, acesso a serviços públicos e diversas oficinas, o grafite foi o destaque de um grande dia de promoção da cidadania.

Outro exemplo do grafite valorizando espaços públicos, pode ser apreciado em um grande museu ao céu aberto na cidade de São Paulo. São 2km com mais de 70 telas gigantes, enlouqueci quando vi essa grande exposição de arte urbana ao passar pela Av. Cruzeiro do Sul. O pessoal do SWU fez uma reportagem com um dos idealizadores.

Av. Cruzeiro do Sul, entre o Parque a Juventude e o Terminal Tietê

O insight aconteceu depois de um grupo de grafiteiros serem presos supostamente por danos ao patrimônio público. Entã vale lembrar, antes de pensar em mostrar sua arte pela cidade, procure obter as autorizações necessárias. Pode dar trabalho, mas para os quase 60 grafiteiros que participaram dessa ação, o reconhecimento valeu a pena.

Comments

comments

11 comentários sobre “Arte Urbana e Cidadania

  1. Pingback: Sustentável 2.0

  2. Pingback: Aline Kelly

  3. Pingback: Gilberto Dimenstein no Fórum SWU – Apropriando-se da cidade #avidaquernoSWU |

  4. Pingback: Chega de pensar como no século XIX, vamos empreender direito no século XXI #avidaquerNoSWU |

  5. Pingback: Tô Ligado

  6. Pingback: Aline Kelly

  7. Pingback: Aline Kelly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: