Pin It

Você costuma reclamar das más condições do transporte público? Cuidado!

Que o transporte público é complicado nas grandes metrópoles brasileiras não é segredo para ninguém. Mas eu sempre falo nas conversas dentro do #EspressoSardinha, que muitas vezes a falta de educação das pessoas torna tudo pior. Mas hoje descobri que é muito mais do que isso. Há a falta de diálogo, de respeito com o próximo, de abuso de quem possui um “certo poder”, de treinamento para situações limítrofes.

Hoje (08/10/2013) por volta das 18 horas houve uma falha em um trem da Linha 11 da CPTM. Uma das composições teve que ser esvaziada, o que superlotou a plataforma.

 

 

Quando estava na fila do embarque vi um passageiro sendo tirado da estação de forma bastante truculenta, fiquei incomodada com a cena e fui conversar com o passageiro para tentar entender o que estava acontecendo.Eu e um grupo de outras pessoas indignadas com a cena fomos conversar com o passageiro que ainda estava próximo a bilheteria. Ele nos contou que ele foi retirado da plataforma pois reclamava muito da superlotação e da péssima qualidade do serviço prestado. Diversas vezes ele bradou que todos ali eram idiotas por aceitarem essa situação calados. 

Situação acalmada, outro passageiro que também conversou com o primeiro rapaz foi reclamar com os seguranças da ação truculenta, veja no vídeo a resposta que ele recebeu:

 

Demorei um pouco para conseguir iniciar a gravação, neste ponto o rapaz já tentava reagir, mas repare que são diversos seguranças com cacetete em punho, e que não paravam apesar dos presentes pedirem e até os funcionários da catraca (aqueles que não usam o jaleco amarelo) tentarem acabar com a confusão. Era horário de pico, pensem no tumulto de pessoas indignadas e outras tentando fugir da situação.

[update]  Vendo o vídeo reconheci o segundo rapaz que se envolve no conflito com os seguranças, é o que foi retirado a força da estação. [/update]

Acabei passando a catraca seguindo o movimento natural e imediatamente liguei para o 190. Ali começou o outro teste do serviço público. Quando informei ao primeiro policial que me atendeu que a ocorrência estava acontecendo na Estação Tatuapé da CPTM, ele disse que só poderia atender se eu informasse o nome da rua em que fica a estação, perguntei se ele não tinha isso no cadastro, ele me sugeriu que eu conferisse o endereço e depois retornasse a ligação. Pedi um minuto e perguntei o nome da rua para outro passageiro, o policial já havia desligado.

Retornei a ligação, e o segundo policial foi super atencioso, antes que eu falasse o nome da rua ele já tinha identificado, fez perguntas para entender o que estava acontecendo e inclusive me orientou a fazer uma denúncia também na ouvidoria da CPTM. Pena que na confusão eu não decorei o nome dele, quem faz um bom trabalho merece também ser reconhecido.

Já não conseguia ver como estava a confusão do outro lado da catraca pois ainda havia um tumulto de passageiros tentando entrar. Também não pude esperar a PM pois precisava buscar minhas filhas na escola. Mas como a indignação ainda queimava minha alma e estava entalada na minha garganta, ainda do trem fiz a denúncia a CPTM e tentei espalhar a mensagem entre perfis do Twitter que publicam informações sobre o funcionamento da CPTM.

 

Por que fiz isso tudo? Porque não dá para se calar perante este tipo de abuso! Não dá para aceitar essa cultura de que o mais forte manda, e o mais fraco que se cale.  Ter um jaleco que te dá algum tipo de autoridade, não te dá o direito de agir de forma tão repressora. Não te dá o direito de se juntar com tantos outros para usar de sua força para calar alguém que não quis aceitar o consenso da maioria que diz “é assim mesmo” – como o conselho de um senhor que também conversou com o primeiro rapaz.

E qual tem sido a sua escolha? NÃO SE CALE!

 

 

Comments

comments

12 comentários sobre “Você costuma reclamar das más condições do transporte público? Cuidado!

  1. Carol

    Meuuu parabéns excelente iniciativa não podemos nos calar mesmo…sozinhos somos poucos mas se nos unirmos conseguimos sim mudar essa realidad siaria….

  2. Vanessa Sueroz

    Nem falo nd, nesta segunda cai no vão no trem e da linha devido a tanto empurra empurra na Luz (Linha 11), mas pior que do ter caído e que todos mundo passa por cima e você e não pára para te ajudar a se levantar, consequência, fui pisoteada enquanto os cavalos tentavam desesperadamente irem sentados.

    É para isso que pagamos 3 reais para uma única viajem.

  3. Ivan Rabetti

    Excelente matéria,e o transporte publico nas grandes metrópoles são um caos,moro no interior e irei trabalhar em são Paulo até o final do ano e já prevejo o que me aguarda =0

  4. luma rosa

    Oi, Aline!
    Você usou das armas que dispõe. Gravar e ligar para a polícia é um grande envolvimento. Muitas pessoas não agem por medo. Os homens quando se indignam partem para a porrada. O povo anda sem paciência e estressado com tanto descaso e desrespeito com os nossos direitos. A superlotação acontece pelo pouco número de meios de transportes alternativos e tanto eles quanto nós sabemos disso. Não tomam atitude porque não querem.
    Em tempo: O 7º BookCrossing Blogueiro está chegando, preparada?
    Beijus,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: