Pin It

Dois motivos para conferir a série Agent Carter #insPiração

Sempre preferi nos filmes/séries os fortes personagens femininos. Quando criança, enquanto minhas amigas queriam ser alguma princesa, eu queria ser a Vampira do X-Men. O tempo passou e não deixei de curtir filmes do gênero, vi todos os filmes do X-Men (inclusive fiquei decepcionada de até agora a personagem da Vampira ser tão fraquinha nos filmes), e há outros que curto, entre eles o da série Vingadores.

E foi em um deles, Capitão América, que conheci a Peggy Carter.  Em sua primeira cena, ela é meio hostilizada pelos recrutas da RCE – Reserva Científica Estratégica, pelo simples fato de ser uma mulher no comando. Me recordo que quando vi a cena, a primeira coisa que pensei que a vida não era muito fácil para uma mulher nos anos 40. Bom, mas não é deste filme que quero falar, mas sobre a série focada na personagem que estreou em janeiro, no canal Sony.

Sinopse:

“Anos antes do Agente Coulson e sua equipe da SHIELD jurar proteger aqueles que não podem se proteger de ameaças que não podem conceber, havia a agente Peggy Carter (Hayley Atwell), que prometeu o mesmo juramento mas viveu em uma época diferente, quando as mulheres não eram reconhecidos como sendo tão inteligentes ou tão duronas como os seus companheiros masculinos.

Mas ninguém deve subestimar Peggy.

carter

É 1946 e a paz causou a Peggy, com ela se encontrando marginalizada quando os homens voltam para casa após a luta no exterior. Trabalhando para a SSR, Peggy encontra-se presa fazendo trabalho administrativo quando ela preferiria estar de volta no campo; colocando seus talentos em jogo e derrubando os bandidos. Mas ela também está tentando navegar a sua vida como uma mulher solteira na América, e lidar com a perda do amor de sua vida, Steve Rogers – o Capitão América.

Mas vamos aos dois motivos do porque eu diria que você deveria conferir a série:

1 – A Peggy Carter é um personagem incrível que aborda um tema muito atual: as relações de gênero.

Quem leu os quadrinhos (o que já deu para perceber não foi o meu caso), já sabe que a personagem apareceu pela primeira vez ao se juntar a Resistência Francesa ainda adolescente, aonde conheceu o Capitão America durante as operações de libertação do território francês das mãos dos nazistas. No filme ela faz parte da equipe sob comando de Howard Stark , que desenvolveu o projeto do supersoldado que deu origem ao Capitão América. Mas apesar de ter ajudado-o a “salvar” o mundo da ameça do Caveira Vermelha e da Hydra, ela não é muito levada a sério no pós-guerra, tratada por muitos como a “ex-namoradinha” do Steve Rogers.

Alguma semelhança com a vida real? Não estamos nos anos 40, mas ainda estamos em uma sociedade em que mesmo em altos cargos, a mulher ganha menos. No Brasil a diferença salarial média entre homens e mulheres é de 27%. A questão salarial não aparece nos episódios, mas sim diversas vezes o quanto ela enquanto mulher, acaba sendo considerada desqualificada para determinadas ações, e na marra ela prova o seu valor.  Bem assim até hoje né?

a distancia salarial entre homens e mulheres

 

infográfico: Istoé

 

2 – O crossover com os filmes da série Vingadores é sensacional!

Desde o filme Homem de Ferro 2(2010), que os filmes ligados aos personagens da Marvel são “amarrados” um com os outros, mostrando uma espécie de sequência, não necessariamente em ordem cronológica. Após os acontecimentos em Nova York, retratados em Os Vingadores (2012),  Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. (Superintendência Humana de Intervenção, Espionagem, Logística e Dissuasão), assume o papel de ligar a história entre os outros filmes da série, como Thor – O Mundo Sombrio e Capitão América – O Soldado Invernal. O que poderia ser só um extra para os fãs, acaba sendo uma história paralela narrando fatos que conectam todos os filmes, assim como fazem uma base para o que ainda está por vir, afinal a Marvel já anunciou que lançará mais 10 filmes até 2019.

E foi em um dos episódios da 2º Temporada de Agents da S.H.I.E.L.D que a Carter reapareceu, em um momento da história em que precisam explicar fatos ocorridos nos primeiros anos da S.H.I.E.L.D. E foi bem no intervalo desta série que os 8 capítulos de Agent Carter foi exibido, e como todas as outras produções recentes ligados a Marvel, não se limitou a contar algo que ficou lá no passado, mas sim em contextualizar os fatos ocorridos muitos anos depois no Capitão América 2.

Peggy Carter e  Esquadrão Selvagem

Peggy Carter ao lado do Esquadrão Selvagem

Recentemente roteiristas de Capitão América 2: Soldado Invernal, contaram que ao criar a série Agent Carter, a fim de contar a origem da Hydra e de sua ligação com a S.H.I.E.L.D.,ficou claro que há quatro personagens que alcançam todo o Universo Cinematográfico Marvel: Steve, Bucky, Peggy e Zola.

Enfim, se curte os filmes, super recomendo. Vi por aí que alguns fãs dos quadrinhos não curtiram muito. Mas na verdade porque criticam a forma como a Marvel Studios tem conduzido as histórias sem ser muitos fiéis aos originais. Mas até ai, os filmes deixam claro que são somente baseados nos quadrinhos.

Bom, espero ver a Peggy Carter nas telinhas em breve. Não acho que temáticas como a que citei no item 1 irá aparecer novamente, até porque este não é o foco da Marvel, mas achei interessante e quis destacar. E eu já estou aqui, ansiosa pelos próximos episódios de Marvel Agents of S.H.I.E.L.D, que retorna agora em março.

 

Só para constar:  O blog continua tendo como foco principal temas ligados a sustentabilidade, mas espero cada vez mais falar de outros assuntos aleatórios aqui na coluna insPirações.  Espero que curtam 😉

<update> Já está confirmada a 2º temporada de Agent Carter,  o que se sabe até o momento é que Carter deixará a cidade de Nova York e seguirá para Los Angeles (via Entertainment Weekly).  </update>

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: